13º Miniconto - A Espera do Carrasco

A Espera do Carrasco

Era uma sala escura e empoeirada, onde apenas uma linha do sol teimava em entrar. Sentado, eu puxava o ar aos meus pulmões, tentando sugar o pouco que me restava e alimentar minha alma para mais um segundo de dor.

Tristes erros de um espírito em decadência, que em poucos momentos receberia a visita do carrasco, munido com seu machado largo, para o libertar da dor...

Não sem antes me torturar um pouco mais, relembrando os pulsos doídos pelas correntes que me abraçavam e do estomago que se auto-digeria... 

Não sem antes lembrar-me, que aquelas dores eram poucas às que estavam por vir...

Autor: Felipo Bellini              Criação: 28/06/2011            Objetivo: felipobellini.blogspot.com

0