6º Miniconto: Limbo

LIMBO

            Por mais que seja terrível a idéia do limbo, hoje me sinto apto a encarar essa peregrinação ao nada, sem medo do vazio, sem vergonha do excesso de coisa nenhuma e com total convicção de que lá, pior que aqui, não é.

Vejo pelos caminhos seguidos que o campo de espadas se fez em ciclos, que a batalha de minha vida pelo futuro ideal não existe e que todos os momentos de possível alegria que sacrifiquei foram fadados a uma ilusão.

Turvas ondas de martírio pelo futuro improvável, e hoje acabo sozinho, sem perceber uma semente minha que seja, nem alegrias, nem saudades, nem amigos ou se quer inimigos.

Daqui me vou, sabendo que serei uma poeira levada pelo ar, inexistente, sem lembranças ou conquistas, invisível para você ou para qualquer.
.
.
.
...em mim, inútil te espero, meu Limbo.

Autor: Felipo Bellini Souza           Criação: 10/05/2010            Objetivo: E-zine Terrorzine do Ademir Pascale


Confira o áudio na voz de Stephane Vasconcelos - Atriz e Universitária - @StephaneDamasco
Ouça:
Baixe:
http://www.divshare.com/download/16100844-ce4

2