18º Miniconto - Mamada no bar...

Mamada no bar...

Ela sentia o álcool descer por sua garganta, esquentando as veias e aquecendo a alma. De tudo na Argentina o que mais amava eram as margaritas, principalmente quando embaladas ao som de um bom bolero hermano. Naquela felicidade ela se mostrava para os ches em um equivoco portanhol:

- Vien, beber bien, también fiquem mamados!

E quanto mais ela falava, mais as pessoas ao redor ficavam sem graça e inconformada mais alto ela repetia para tira-lhes a inibição, até que a dona do bar, muito educada e direta, resolveu colocar um ponto final naquela depravação:

- Su descarada, si usted está caliente favor ir a un motel!

Autor: Felipo Bellini                  Criação: 04/07/2011                 Objetivo: Desafio de Edson Rossatto: minicontos de humor
0