1ª Resenha Crítica - Terra de Ninguém

Natal - Terra de Ninguém



Sinopse: Natal – Terra de Ninguém, uma história onde um herói mascarado luta com armas para combater uma corporação que domina a cidade em um futuro próximo e um herói desnudo luta para combater uma ideologia e ignorância através da leitura.

Enredo: Um prelúdio de como natal foi dominada pela corporação, seja em espaço físico ou ideológico pelo ponto de vista de um jovem que usa de reflexão.

Crítica: Esta é, antes de tudo, uma crítica fervorosa aos nossos conceitos e estilo de vidada do dia a dia. Onde os quadrinistas Miguel Rude (@miguelrude) e Wendell Cavalcanti revelam que a arte é antes de tudo uma arma poderosa para protestar, seja contra o domínio americano, a contracultura literária ou o analfabetismo social da população.

O que eu mais gostei: O vocabulário do natalense em foco e o nome do herói mascarado.

O que menos gostei: A falta de cuidado com o editorial da revista e a o artigo de opinião sobre a mesma, que possuem muitos erros de português e texto pouco organizado – o que não dá uma boa impressão para o rico conteúdo que os quadrinhos possuem.

Curiosidade: Tem o mesmo nome da saga de quatro revistas do Batman, onde a cidade é assolada por vários desastres e o governo americano abandona á própria sorte em um cenário de trevas que até hoje fazem os roteiristas a considerarem uma das melhores do homem morcego. Apesar disso, as histórias não batem em outro ponto que não o nome.

Acompanhe as obras desses artistas pelo blog da empresa deles: http://estudiosolucoescriativas.blogspot.com/
E o blog pessoal do Miguel Rude:  

Autor: Felipo Bellini Souza        Criação: 04/09/2011        Objetivo: felipobellini.blogspot.com
3