5º Material de Redação - Charges Animadas sobre Preconceito

Charges Animadas sobre Preconceito

Devido a recepção do post Charges Animadas sobre a Educação Brasileira, resolvi garimpar no site Charges.uol.com.br e produzir um material dedicado ao preconceito. Dessa forma coloco para vocês o preconceito representado em seus diversos cenários.

Pelo dicionário Michaelis UOL: preconceito (pre.con.cei.to) sm (pre+conceito) 1 Conceito ou opinião formados antes de ter os conhecimentos adequados. 2 Opinião ou sentimento desfavorável, concebido antecipadamente ou independente de experiência ou razão. 3 Superstição que obriga a certos atos ou impede que eles se pratiquem. 4 Socio Atitude emocionalmente condicionada, baseada em crença, opinião ou generalização, determinando simpatia ou antipatia para com indivíduos ou grupos. P. de classe: atitudes discriminatórias incondicionadas contra pessoas de outra classe social. P. racial: manifestação hostil ou desprezo contra indivíduos ou povos de outras raças. P. religioso: intolerância manifesta contra indivíduos ou grupos que seguem outras religiões. está presente nas mais diversas camadas sociais e situações do cotidiano, se tornando evidente é preocupante a partir do momento que passamos a descriminar pelo preconceito que possuímos

De muita criatividade, a charge acima mostra, de forma critica e radical, como encaramos diversas situações quando se trata de um sujeito com situação financeira mais abastada e outro mais humilde.

Essa é outra charge, onde encontramos o individuo rotulando mulheres segundo a seus trejeito, uma forma humorada de mostrar o preconceito no cotidiano. – Nós rotulamos grupos por afinidades, sejam o punks, políticos, forrozeiros, professores e afins, e isso, seja correto ou não, participa de nosso cotidiano.

Nesta, percebemos o preconceito e a discriminação numa situação crítica e bem humorada, onde o personagem se acha no direito de receberem um tratamento diferente, pelas roupas que vestem e cor de pele.

Exibe outra situação do preconceito, onde em uma TV aberta que exibe de tudo, encontra dificuldades no exibir do beijo gay.

Exibe a hipocrisia de uma situação cotidiana onde pessoas encontram motivos para descriminar e assim se sentem especiais, quando outros também as descriminam, muitas vezes pelos mesmos motivos...

Nosso Estado que protege o rico e ignora o mendigo... Um Estado cego pelo preconceito?

Que ocorre realmente em qualquer lugar...

 E pensando nisso, seria preconceito definir que crianças não podem cursar cursos universitários ou trabalhar?


No fim vivemos em um mundo de aparências...

O http://charges.uol.com.br/ é um site com conteúdo humorístico do jornalista, designer e músico Maurício Ricardo, que o atualiza diariamente com charges sobre o cotidiano, política, e outras centenas de temas em geral.

Autor do texto: Felipo Bellini Souza              Autor das Charges: Maurício Ricardo e Equipe
0