1ª Coluna Vestibular - Dieta de Estudos



Dieta de Estudos

Esse é o terceiro ano consecutivo que irei trabalhar com cursos pré-vestibulares e salas de concurso. Sei que, como nos anos anteriores, teremos nas mais variadas salas de aula uma leva impressionante de alunos bem intencionados e motivados para um ano de batalha onde o objetivo é a conquista de uma vaga em uma universidade, seja ela pública ou privada.

O fato é que muitos destes alunos já são oriundos de outros vestibulares e concursos, nos quais não tiveram sucesso. Outros advêm de escolas em geral, onde nunca desenvolveram uma rotina de estudos ou se preocuparam com uma dieta funcional de aprendizado e prática.

É sobre isso que iremos falar no nosso primeiro post do ano sobre o assunto.

Desenvolver uma rotina de estudos não se aplica unicamente ao vestibular, mas em um período tão particular se faz necessário reter uma atenção especial em como o aluno deve se comportar.

O primeiro passo é compreender a dinâmica de um cursinho preparatório em geral. Neles o objetivo é revisar e praticar o conteúdo anteriormente assimilado no currículo de ensino médio. O que significa que o aluno deve ter conhecimento prévio do assunto a ser abordado em sala de aula.

Para isso, devemos elaborar uma agenda. Onde o aluno deve colocar os horários das disciplinas e que assuntos os professores abordarão no decorrer das aulas seguintes.

Após ter um mapa do que vai acontecer na primeira e segunda semana de aula. O aluno deve entender que o processo de aprendizagem vai acontecer em três dinâmicas:

Primeiro o aluno deve ter contato, antecipadamente, com o que vai ser trabalhado em sala de aula. Nada aprofundado e nada cansativo, pois a função é apenas reter conteúdo para que o estudante não estranhe quando o professor apresentá-lo em sala.

Em geral, neste momento, deve-se dar uma média de 10 minutos de leitura para cada disciplina a ser abordada no dia posterior, o que pode ser substituído por uma vídeo-aula, podcast ou qualquer outra ferramenta sobre o assunto.

No segundo momento, o aluno deve prestar atenção, fazer anotações, questionar – de maneira educada a/na aula. Esse conjunto de ações é o processo de trabalhar e ilustrar o conteúdo que está sendo absorvido.

Por fim, a terceira dinâmica é a da revisão, que consiste em rever o material e fazer exercícios. Em média, o aluno deve destinar 50% do tempo que foi dado em sala de aula para essas disciplinas. Ou seja, se eu tive 1 hora e 30 minutos de aula de biologia, eu vou praticar durante 45 minutos.

Seguindo essas três dinâmicas e acompanhando uma agenda de estudos você vai ter, sem dúvidas, um rendimento acima do esperado. Entretanto, aqui vão algumas dicas sobre como desenvolver mais essa dieta de estudos:

Procure se divertir. Tenha prazer em estudar e descobrir novas informações.
  • Não resuma sua prática à resolução de questões de vestibulares, faça quizzes, questões de verdadeiro ou falso, resenhas criticando o assunto, resumos...
  • Pense antes de falar e escrever. Quais os lados negativos e positivos?
  • Critique o assunto. Se falarem mal da ditadura, explique os lados positivos; se enaltecem o sistema democrático, exponha as falhas.
  • Tenha o habito de competir. Faça simulados, se teste.
  • Não ignore nenhuma fonte de informação.
  • Nenhuma ferramenta é inútil. Se você gosta de vídeo aulas, áudio-livros, história em quadrinho, tirinhas... Vá em frente
 


Autor: Felipo Bellini      Criação: 25/01/2012        Objetivo: www.ligadosfm.com

Confira minha última coluna sobre vestibular, onde falei, em vídeo, sobre os principais erros que encontro nas redações dos alunos em geral: Principais Erros Que Encontro Em Redações!
6