6ª Coluna Esportiva - Onde está o seu critério, vossa senhoria?

                                          Onde está o seu critério, vossa senhoria?

Boa tarde, leitores!

O esporte é notabilizado pelas boas e belas jogadas, lances plásticos, confusões, ânimos acirrados, embates históricos, lances duvidosos, dentre outros. Mas não há nada que irrite tanto um atleta quanto os erros e a falta de critérios referente aos árbitros.

Como todo e qualquer ser humano, os árbitros são passíveis de diversos erros. Porém, o que se tem visto, principalmente no futebol, para não abordar os demais esportes, são erros e mais erros propiciados pelos critérios totalmente insensatos da arbitragem.

Podemos notar algum erro com mais clarividência quando assistimos aos noventa minutos de uma partida. Outro dia parei em frente ao bar aqui perto da minha casa e comecei a reparar no jogo Corithians x Mirassol pelo campeonato paulista 2012. Ainda no 1º tempo o Senhor Márcio Henrique de Gois expulsou o jogador do Mirassol porque o mesmo retardou a partida por não devolver a bola rapidamente ao time adversário. Certo tempo de jogo depois um atleta do Corinthians fez algo semelhante e nem advertido foi. Onde está o critério?

O que me deixa mais incomodado e embasbacado é que critérios como esses terminam por atrapalhar o andamento, ânimo e controle da partida. Claro, o árbitro não vai agradar aos dois times. Mas o seu papel inicial é o de apitar com coerência e com critérios semelhantes para as duas equipes.

O árbitro possui em suas mãos o “poder” de querer (ou não) deixar a partida mais equilibrada, emocionante e vibrante para ambos os lados. Quando eles (árbitros) começam a inverter decisões, o andamento e até mesmo o nível da partida cai e passa a ser notada como uma verdadeira batalha.

Antes de toda e qualquer competição os árbitros fazem testes físicos, visuais, técnicos, etc. Ou seja, possuem uma pré-temporada para não perderem o ritmo físico e, principalmente, o ritmo técnico para poder atuar de maneira satisfatória nas diversas partidas durante o ano.

Não estou fazendo o papel de “advogado” dos jogadores. Até porque muitos deles estragam o espetáculo, colocam os torcedores contra o árbitro e acirram ainda mais os ânimos. Mas não existe nada tão chato para os torcedores (sensatos) do que erros causados pela falta de critério dos árbitros.

Se o jogador de um time dá um carrinho e toma amarelo, o mesmo deve ser aplicado quando acontecer inversamente. Quando um jogador simula uma falta e toma advertência o mesmo deve ser aplicado ao jogador do outro time. Só que, algumas vezes ele acaba tomando amarelo e o critério acaba indo para o espaço.

O que nós, torcedores queremos dos árbitros nada mais é do que um apito criterioso para ambas as partes. Não queremos criar teorias conspiratórias para chegar ao ponto de falar em benefícios para o adversário (mas acontece).

Mesmo com todo o “protesto” ainda assim vai existir falta de critérios, marcações duvidosas e “benefícios” para outro alguém.

Então fica a minha pergunta: Onde está o seu critério, vossa senhoria?

Por: Raniery Maciel Vítor Medeiros. Em: 24/01/2012. Objetivo: www.ligadosfm.com

Este texto pertence ao blog Ligados FM - Confira: Confira: http://www.ligadosfm.com/#ixzz1izwjxrYM
Confira meu último trabalho: http://www.ligadosfm.com/2012/01/5-coluna-esportiva-roger-federer-o.html#axzz1kJF6lqq4

0