Pages - Menu

7 de fev de 2012

9º Mundo Cão - Sou Vitima do Bullying da Insergurança Pública


Quantas vezes mais teremos que ser assaltados, roubados, violentados psicologicamente, até que algo seja feito em prol do direito à segurança pública? Até que alguma pessoa pública sofra tal tipo de "bullying" (da insegurança pública) ou até que um vasto grupo de policiais e suas famílias sofram da mesma forma? É um absurdo todos os dias em minha Time Line, tanto no Twitter quanto no Facebook, deparar-me com notícias relacionadas à assaltos ou à violência urbana.

Isto é bullying, sim, praticado da forma mais horrenda e oriundo da pior origem - da (má) gestão pública e da (má) efetivação de serviços públicos por parte de quem o executa.

Quem faz alguma coisa? Quem deveria fazer? Nenhum fugitivo, dentre os últimos 44 de Alcaçuz, foi capturado... Digo, recebi a noticia de que encontraram o corpo de um jogado em uma mata, o que me faz crer que por causa de alguma dívida com traficante ou com outro “elemento” de tamanha cumplicidade.

No ultimo sábado, deparei-me com duas blitz próximas à minha residencia, ambas realizadas por soldados do exército. Nenhuma por Policiais Militares ou comandos civis da capital... O que há de mais moderno nisto tudo é que pago, compulsoriamente, impostos para financiar o meu direito à segurança pública e o que recebo como gratificação, por ser cliente VIP, registrado em cartório, na minha certidão de nascimento, é o medo de ser assaltado em algum sinal, em uma loja, posto de combustível, ônibus, bancos, shoppings, nas paradas ou nas vias públicas. Sobretudo, bem na porta da minha casa...

Circula-se nas redes sociais um vídeo vazado do sistema de segurança de uma padaria que foi assaltada no bairro de Petrópolis, Natal, na semana passada, e, mesmo com a face dos meliantes visível nas filmagens, identificada a origem dos mesmos (dois dos 44 fugitivos lá de Alcaçuz), até agora não há sinal de rendição ou captura destes. Por quê, se até a placa e modelo do carro usado na fuga por eles foram identificados?

Nas ultimas semanas, nos deparamos com a notícia de várias fugas de presídios e delegacias no RN, sobretudo, nas proximidades de Natal e Grande Natal. No intervalo de 7 dias, houveram duas fugas na mesma Alcaçuz, ambas pelo mesmo buraco o qual não o fora fechado desde a primeira... A propósito,  fundação da mesma penitenciária parece mais um queijo de coalho, cheio de túneis e buracos subterrâneos, os quais nunca receberam qualquer providência de fechamento ou preenchimento; no último final de semana, fugiram 4 presos da delegacia de candelária, em que os mesmos quebraram os tijolos de um muro de concreto e pularam outro com mais de 2,5 m de altura.

De forma alguma, isto é esclarecimento que se preste à população. Como sempre, o Estado brasileiro é pesado demais, tanto quanto reativo. Que nem um obeso pesando quase meia tonelada, que sequer consegue levantar-se da cama em que está deitado... Com tanto efetivo na segurança pública, com tantos homens nas ruas, nas instituições públicas e até nos presídios, por que a mesma, dever destes cidadãos, tem somente piorado?

Os números referentes à homicídios, assaltos a bancos, a residenciais da classe média e até pequenos mercados de bairros só têm aumentado. Há crescimentos percentuais comparativos que passam dos 10 pontos, de um período para o outro... Será que reajuste salarial e realização de mais concursos públicos é o suficiente para se resolver problemas como este? Sanar necessidade, amenizar algum trauma? Eis o Bullying da Insegurança Pública...

Caos na segurança pública de uma das capitais mais seguras do país, em uma cidade como Natal, era para ser um tema tão necessário quanto a eliminação de um participante do BBB em mesa redonda de congresso científico.

Por: Andesson Amaro Cavalcanti
Em: 07/02/2012
Objetivo: www.LigadosFM.com

Postar um comentário