Pages - Menu

8 de abr de 2012

14º Ensaio Cultural - O Encanto dos Contos Tradicionais


Olá leitores! Como vão?

Vocês, fiéis leitores como são, sabem bem do meu encanto pela literatura num geral. Uma coisa que talvez não tenham ainda imaginado é que além da tradição escrita e erudita eu também tenha grande gosto pelo popular e tradicional. Digo, sobretudo, que os contos da tradição oral conseguem em muitas coisas chamar a atenção de qualquer pessoa muito mais que a literatura escrita. Num romance qualquer, uma coisa de extrema importância é "quem é este personagem". Num conto popular (ou conto tradicional), isso é uma coisa de menor importância; definem-se em poucas linhas.

Ora, a escrita de um romance é algo individual, no qual sentimentos de uma pessoa, baseados em sua experiência são colocados no papel. No conto popular, vê-se uma despersonalização da narrativa. Cada protagonista se torna um "Everyman", um indivíduo comum, plano, com o qual qualquer pessoa possa se identificar e reconhecer a moral do conto para si. Assim sendo, como fonte de sabedoria para a vida, o conto popular, que ganha força pela sua modificação sem alteração de essência, é muito mais rico que os contos medianos.

Isso, aliado ao fato que são de fácil transmissão, faz tender o conto popular à simplicidade. São tão simples que podemos ler contos populares vietnamitas cá no Brasil sem grandes dificuldades de entendimento - salvo, claro, a questão idiomática. Esse é, aliás, um dos motivos para serem estes tão apreciados no ensino de língua: por serem tão fáceis de se assimilar as palavras, damos foco à história em si, na sua moral e no seu significado de cada elemento da história (que está claramente demonstrado).

Contos de fadas, fábulas e mitos são comuns da narrativa oral e contém todos os elementos acima citados. Há, porém, narrativas de tais gênero produzidas por um indivíduo, não por uma tradição. Um dos meus exemplos favoritos de quem se mostrou capaz de tal feito é o dinamarquês Hans Christian Andersen, que além de ter posto no papel diversas estórias tradicionais foi autor de O Patinho Feio e A Pequena Sereia - e conseguiu colocar todos os bons elementos dos contos tradicionais nos seus contos autorais, ao ponto de alcançarem eles próprios esse status. Ainda na Europa, os irmãos Grimm (com seus contos) e La Fontaine (com suas fábulas) fizeram o mesmo.

No Brasil - aqui mesmo no Rio Grande do Norte - não podemos deixar de citar como folclorista, estudioso, compilador e escritor de contos tradicionais, Luís da Câmara Cascudo. Ele escreveu"Contos tradicionais do Brasil", "Lendas brasileiras", "Trinta estórias brasileiras", entre outros.

Sou de fato grande apreciador destes gêneros e convido vocês, meus leitores, a terem experiências literárias magníficas. Deixo abaixo alguns links para vocês se divertirem com várias "estórias". Até próxima semana!

Ver também:

Aaron's World of Stories (site em inglês com contos tradicionais de vários lugares do mundo)

American Folklore (site em inglês com contos tradicionais norte-americanos)


Contos Tradicionais do Brasil (livro de Luís da Câmara Cascudo a venda na Livraria Cultura por 47 reais)




Long Long Time Ago (site em inglês com contos tradicionais de vários lugares do mundo)


Autor: André Marinho | Criação: 08/04/2012 | Objetivo: www.ligadosfm.com
Postar um comentário