20º Mundo Cão - BRICS: uma BRInCadeira de mau gosto


Parece que o mundo caminha para ser liderado por influências nada exemplares nos anos que se seguem e pelas gerações as quais estão por vir. BRICS – grupo formado pelas potencias regionais Brasil, Rússia, Índia, China e a recém incorporada África do Sul – remete mais a uma BRInCadeira de fim de mundo do que a uma perspectiva de mudança na polaridade política e na hegemonia econômica mundial.

Bem diferente destas emergentes potencias regionais, Japão, Alemanha, França e Inglaterra, por exemplo, dão uma verdadeira aula de organização e sincronismo entre economia e desenvolvimento, colocando o crescimento do PIB a serviço da melhoria nos serviços básicos oferecidos à população, na propiciação de um ambiente econômico mais democrático e menos desigual e na amenização das diferenças entre ricos e pobres. As diferenças existem nestes países, sim, porém, havemos de concordar que não se compara uma jornada com 35 horas semanais (a exemplo da França) com a de 44 a qual a maioria dos assalariados brasileiros tem que se sujeitar.

Os BRICS pecam na credibilidade de suas instituições – sequer parecem ter capacidade de proporcionar 'governabilidade' democrática; isto, sem falar na corrupção e na negligência no serviço público, instituições de direito frágeis e administrações diretas com baixa credibilidade junto à população – fatos, estes e outros, comuns entre os 05 recém promovidos ao posto de potencias globais.

Os países que concentram a maior quantidade de favelas e áreas urbanas periféricas em todo o planeta são China, Índia e Brasil, respectivamente; 05% é o número composto por cidadãos listados entre os mais ricos ou que concentram 95% da riqueza total produzida em cada nação desta (em média); saneamento básico, serviço de saúde e segurança pública e educação não estão no forte destes Estados, estando avaliados abaixo da média dos 50 países mais ricos.

A China, por exemplo, produziu 40 milhões de milionários nos últimos 10 anos, resultado consequente de acumuladas altas que variaram entre 08 e 12% de crescimento do PIB no período; mas, estamos falando de um país com mais de 1,3 bilhões de habitantes, cujo qual, somente agora em 2011 foi que sua população urbana ultrapassou a rural, em termos absolutos, em 1% (51% da população chinesa, agora, é urbana).

Não é necessário consultar os relatórios da UNESCO (a fonte dos dados até aqui comentados) para tomar conhecimento de causa destas informações. Basta respirar a realidade de cada uma dessas nações, com as maiores manchas de poluição atmosférica e fluvial e índices de desmatamento que passam da casa dos 20%. Trânsito caótico, péssimas condições de deslocamento urbano, transportes públicos com problemas de superlotação e vias públicas ineficientes no escoamento de veículos, são apenas alguns buracos que o crescimento econômico não conseguiu tapar até hoje...

O metrô de São Paulo, para que se tenha ideia, percorre o equivalente a 76 Km de linha férrea em toda a sua região metropolitana, enquanto que o ideal avança a casa dos 400 Km; não se verifica qualquer registro de rio não poluído em NENHUMA cidade com mais de 500 mil habitantes de quaisquer um dos 05 BRICS; a massa de CO2 que encobre a faixa entre Xangai e Pequim tem um diâmetro equivalente à distância entre os estados da Paraíba e do Acre, sendo uma das regiões mais poluídas do mundo.

Ora, isto é pouco, se mencionados os mais de 100 Km de engarrafamento urbano-rodoviário, as redes de abastecimento de água 'potável' entupidas de nitrato e cloro e os amontoados de lixo e resíduos esgotados a céu aberto que se acumulam nos seus perímetros urbanos...

Enquanto milhões de pessoas tiverem que se sujeitar à miséria, a impunidade usufruir de cadeira privilegiada na gestão pública, jornalistas e oposicionistas forem perseguidos e assassinados e a negligência sobre o interesse público tomar partido nas decisões políticas daqueles que são MUITO bem pagos para servir à população, ser um BRICS é ter MUITO, MUITO pouco o que comemorar.

Por: Andesson Amaro Cavalcanti
Em: 24/04/2012
Objetivo: www.LigadosFM.com

Confira a ultima coluna Mundo Cão: 19º Mundo Cão - Autoajuda com o Pé no Chão
0