Pages - Menu

13/04/2012

4ª Criticando Cinema: Um Filme, 100 anos e uma grande história de amor.


Olá pessoal, o Criticando Cinema de hoje é especial por dois motivos, o primeiro é que estamos no centenário do naufrágio do Titanic e o segundo é que um filme de muito sucesso que retrata a história desse naufrágio está de volta aos cinemas em sua versão 3D. É claro que eu estou falando de “Titanic”. Um filme escrito, dirigido, co-produzido e co-editado por James Cameron (Avatar), que também ganhou o Oscar de melhor diretor. O filme foi lançado em 1997 e foi um grande sucesso comercial e de crítica, ganhando 11 prêmios da Academia e 3 Grammys, aproveitando o centenário e a volta do filme ao cinemas vou falar um pouco sobre ele pra vocês.

Sinopse: A jornada de Titanic começa no seu túmulo glacial a quatro mil metros da superfície do oceano. Um ambicioso caçador de tesouros a procura de um diamante de valor inestimável, traz à tona uma história que não foi contada. A tragédia se atenua para descortinar o majestoso palácio que foi o Titanic, onde o destino entrelaça a vida de dois jovens corações.

Enredo: Rose de Witt Bukater (Kate Winslet) é uma jovem de 17 anos, da classe alta americana, desesperada para escapar das rígidas regras de comportamento de sua classe social privilegiada. O encontro fortuito de Rose com um jovem passageiro, de mente aberta da terceira classe, chamado Jack Dawson (Leonardo DiCaprio), abre seus olhos para o mundo que vibra além de sua gaiola dourada. À medida que sua amizade se transforma numa paixão proibida, Rose e Jack dão início a um integrante mistério que ecoa através dos anos, até o presente. Nada na Terra irá se impor entre eles - nem mesmo uma coisa tão inimaginável como o naufrágio do Titanic.

Resenha: Titanic foi o primeiro grande filme que vi (conscientemente) no cinema, na época eu tinha 12 anos e foi ele que me despertou para a magia do cinema, essa magia foi capaz de me levar para o ano de 1912 mesmo que por umas horas. Titanic foi e continua a ser uma das grandes obras-primas do cinema moderno; um verdadeiro gigante cinematográfico que não têm precedentes. Não foi por acaso que ele levou 11 estatuetas da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (o tão conhecido Oscar), eu lembro que naquele ano não houve nenhum filme que se comparasse a Titanic, realmente foi à sensação do momento, lembro das filas intermináveis lá no cinema do Natal Shopping (Sim o Natal Shopping teve um cinema), lembro da minha ansiedade junto com minha tia e meu primo naquela fila. 

Bem a história todos já devem conhecer: Jack (DiCaprio) e Rose (Winslet) se conhecem a bordo do maior e mais luxuoso navio da época. Vindos de classes sociais diferentes, os dois jovens se apaixonam e vivem um amor proibido, até que na madrugada de 14 para 15 de Abril de 1912 o navio “inafundável” colide com um iceberg e inicia uma inevitável descida até aos confins mais profundos do oceano. Assim começa uma desesperada batalha pela sobrevivência a bordo do gigante dos mares. 

Titanic tem um nível técnico perfeito, os efeitos especiais não têm uma única falha, e sem falar na trilha sonora magnifica composta por James Horner que nos faz saltar, chorar e vivenciar cada momento do filme de uma forma única, sem contar que a fotografia e a direção de arte são perfeitas, tudo é retratado aos mínimos detalhes, contribuindo para o realismo e qualidade da película. A direção de Cameron é perfeita, ele retrata com detalhes como era a sociedade no inicio do século XX as diferenças de classe social estão extremamente bem retratadas, sendo mesmo um dos pontos fortes do filme (atenção aos os cães da 1ª classe que entram no navio à vontade, enquanto os passageiros da 3ª classe tinham de ficar em filas enormes para ver se não traziam piolhos…). 

Outro grande mérito são as interpretações dos atores (todos), que juntamente com a trilha dão uma tonalidade de drama ao filme. Digam o que quiserem, mas Titanic foi e sempre será uma obra cinematográfica grandiosa, genial, comovente, enfim, um dos melhores que Hollywood já teve para nos oferecer.

Mas um dos grandes problemas do filme acabou sendo um dos seus maiores trunfos, pois Leonardo DiCaprio. Não me entendam mal. Apesar de sua atuação estar a anos-luz do que já vimos em “O Aviador” e “Os Infiltrados”, DiCaprio cumpre o seu papel de tal forma que são poucas as pessoas que não choram no final. Mas o problema é que com este filme DiCaprio tornou-se um sex-symbol, mais do que um ator, as pessoas (especialmente as jovens) olhavam para DiCaprio como um menino bonito. Isto levou muita gente a ver o filme, mas também acabou fazendo com que muitas pessoas começasse a dizer que o filme era ruim ou que era um filme para as jovens, de fato, a coisa chegou a um ponto em que já não se avaliava o filme mais sim o sex-symbol Leonardo DiCaprio! Mas, enfim eu não me canso de dizer, mas a verdade é que Titanic é um dos maiores filmes de todos os tempos! Inesquecível, Genial, Colossal e verdadeiramente Gigante.

E pra terminar gostaria de colocar uma das falas que mais me emocionou no filme, dita pela personagem Rose já velhinha no finalzinho do filme, obrigado pela atenção e até o próximo Criticando Cinema:

“Quando o Titanic afundou, 1.500 pessoas caíram no mar. Seis foram tiradas das águas, incluindo eu - seis entre 1.500. Momentos depois, as setecentas pessoas nos barcos salva-vidas não podiam fazer nada a não ser esperar… Esperar para morrer, esperar para viver, esperar por uma absolvição que nunca viria.”

- Rose - Titanic 1997

Por: Anderson Ricardo
Em: 13/04/2012
Objetivo: www. LigadosFM.com
Postar um comentário