Reboot #6: Kongregate

Bom dia, boa tarde e boa noite, caros leitores fiéis e infiéis. Nesta coluna em 8-bits que recebe o nome de Reboot, nós vamos falar hoje de um dos maiores sites de jogos e desenvolvedores do mundo. Let's Play!







Em Neuromancer, livro de William Gibson sobre uma realidade futurista onde as pessoas se conectam a uma espécie de internet através de plugs conectados diretamente no cérebro dos usuários (Matrix, oi?), a principal forma de entretenimento das pessoas se tornam os jogos eletrônicos. Só que nesse universo futurista, as pessoas jogam em consoles que imitam quase à perfeição a realidade. Enquanto esse tempo não chega, nós nos contentamos com os Xboxs, Playstations e Nintendos que é o que tem para hoje. Para aqueles que falta poder aquisitivo ou vontade de gastar alguns salários em jogos, existe KONGREGATE.

Kongregate não é tão somente uma plataforma de jogos, é uma galeria de exposição do que há de mais conceitual nos jogos indepedentes de hoje. Apesar da limitação dos jogos serem feitos em Flash ou Unity - Unity é o mesmo programa usado para fazer vários jogos e apps do Facebook -, eles conseguem fazer alguns jogos realmente interessantes. E tem para todos os gostos...

Para aqueles que gostam de um jogo com mais ação, temos jogos de corrida, tiro e suspense. Para as pessoas que gostam de pensar, desenvolver uma forma de jogar, existem os jogos de estratégia, com um sem fim de jogos no estilo Tower Defense. Os Tower Defense se resumem a construir torres fixas para defender uma cidade, construção, entidade sobrenatural, etc. Onde você coloca as torres e que tipo de torres você decide melhorar é o que faz toda a diferença no jogo.

E finalmente, para aqueles que gostam de jogar jogos que ensinam e tem uma certa filosofia com ar de "moral da história", existem os puzzles. Quem já jogou Limbo ou Braid no Xbox, vai encontrar vários jogos à altura no Kongregate.

Além disso tudo, existem os jogos voltados para usuários que preferem uma experiência multiplayer (com vários jogadores ao mesmo tempo), que vai desde jogos que são uma imitação quase perfeita de Gunbound ou Worms, até MMORPGS em 8-bits que provavelmente são aquele primo burro e simpático do World of Warcraft.

Uma das coisas legais do Kongregate, é que ele tem um sistema de evolução, a partir dos Badges (Medalhas) que você ganha em cada jogo, seja completando algumas fases, realizando um desafio interno do jogo, realizando uma pontuação determinada, etc. Eu ainda estou no level 6, mas eu refiz minha conta quando finalmente entrei no Facebook, então perdi muitas Badges. Se você chegar em determinado level, os caras que publicam jogos no Kongregate pedem para você ser beta-tester, o que significa jogar um jogo maneiro antes de todo e talvez até ser pago por isso!

E por hoje é só pessoal. Cada descrição de um tipo de jogo, tem um link para esses games. Dêem uma sacada, mas não viciem. Ou não. Críticas, sugestões ou citações de Sherlock Holmes nos comentários.

Autor: Mozart Maia - Criação: 12/05/2012 - Objetivo: www.ligadosfm.com.br
0