Pages - Menu

21 de set de 2012

15ª Criticando Cinema: A Palavra de um Homem.

Olá pessoal o Criticando Cinema de hoje vai falar de um faroeste que tem muito mais ação e adrenalina do que os "Cargas Explosivas" da vida, porém com um roteiro simples e de qualidade, fazem de “Os Indomáveis” um filme imperdível com Russell Crowe e Christian Bale sob a direção de James Mangold.

Sinopse: Dan Evans é um jovem fazendeiro que vive com sua família em um modesto rancho. Após ter sua propriedade queimada, ele sai em busca de sobrevivência e acaba oferecendo seus serviços para ao xerife local, que promete uma recompensa em dinheiro para escoltar um perigoso líder de uma gangue, ate o tribunal de Yuma, no colorado. Antes de chegar na estação o rapaz é surpreendido pelo bando do criminoso disposto a tudo para libertá-lo.

Enredo: O filme conta a história de fazendeiro Dan Evans, que enfrenta dificuldades financeiras e está prestes a perder as terras onde vive com sua família. Após realizar mais um assalto a diligência, o perigoso Ben Wade segue para uma pequena cidade do velho oeste. Lá ele é preso e logo é organizado um grupo para levá-lo até uma cidade distante, onde poderá ser enviado à prisão de Yuma através de um trem. Evans se oferece para integrar o grupo, desde que receba uma recompensa financeira que resolva seus problemas. A proposta é aceita, mas fazer com que Wade embarque no trem não será uma tarefa fácil, já que os demais integrantes de seu bando estão vindo em seu resgate.

Resenha: Confesso que nunca tive vontade de ver um filme de faroeste porque eu os achava simplesmente ridículos, com cenários mal feitos em que a pistola do mocinho nunca mais acabaria de disparar balas, e que por mais que o bandido atirasse contra ele, não iria acertar nenhuma. Fora que apenas com a última bala, o mocinho iria matar o bandido e restaurar a paz da cidade. Então eu fui assistir a “Os Indomáveis” e quebrei a cara, pois esse filme não tinha nada a ver com que eu imaginava. É muito, muito melhor. É excelente, emocionante e me faltam palavras para descrevê-lo. Extremamente bem feito, o filme nos transporta à sua época, como se fizéssemos parte de tudo aquilo que vemos em cena.

As personagens são bem construídas e interpretadas com maestria, principalmente os protagonistas, vividos por Russell Crowe e Christian Bale. Os coadjuvantes em nenhum momento são ofuscados pelos protagonistas, sendo, um filme em que tudo se encaixa com perfeição, dos atores a direção, que procura extrair o máximo do elenco. E diga-se de passagem, que elenco viu! Só para começar, dois astros de Hollywood, um já consagrado e outro em plena ascensão, Russell Crowe e Christian Bale, respectivamente. 

Apesar de Christian, com todo seu talento e com a carga dramática de sua personagem, que é o "mocinho”, O Indomável se torna muito legal quando Russell aparece em cena, como um fora-da-lei carismático e charmoso, Ben Wade. A verdade é que o filme se rende a Russell e a sua boa interpretação. Já a fotografia do filme está realmente muito linda e ajuda a quem está assistindo a realmente entra no velho oeste. A direção de James Mangold (Johnny & June) está maravilhosa ele realmente colocou humanidade dentro de cada personagem ali em cena dando uma vida a mais no filme.

Voltando um pouco para a interpretação do Crowe, o legal da personagem dele é que Ben Wade mesmo ele sendo um assassino sanguinário, ou seja, um belo de um FDP, não tem como o espectador sentir raiva dele, em momento nenhum. Não que o fazendeiro interpretado por Christian Bale não tenha o seu valor, pelo contrário, ele é um dos bons exemplos que o filme mostra de um homem honesto, trabalhador, honrado mesmo com o filho mais velho enchendo o saco toda a hora ( infelizmente tem que ter um pentelho na história! ) e a mulher culpando-o pela miséria da família simplesmente com o olhar. Ele é um homem de valores éticos e morais sólidos e não se rende até quando o “Quase Vilão” lhe faz uma proposta tentadora, que muitos homens não hesitariam em aceitá-la.

Então com muito mais ação e emoção do que vários filmes americanos que se propõe apenas em explodir carros sem ter no mínimo alguma explicação plausível (Sim Carga Explosiva eu estou falando de você), Os Indomáveis é muito além disso, é a jornada de homens de palavra que somente querem tomar as rédeas de suas vidas. Os Indomáveis é o filme que recomendo para vocês nesse Criticando Cinema de hoje, e eu gostaria de dedicar esse post a um grande amigo que infelizmente foi morar no andar de cima junto com o Pai. Cicero obrigado por me apresentar esse filme e a sua passagem aqui na terra se depender de mim nunca vai ser esquecida, então mais uma vez obrigado eterno amigo. Até o próximo Criticando Cinema Pessoal.


Por: Anderson Ricardo
Em: 21/09/2012
Objetivo: LigadosFM 
Postar um comentário