Pages - Menu

3 de fev de 2013

31ª Resenha Crítica - A Sabedoria do Condado



SMITH, Noble. A sabedoria do condado. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito Editora, 2012.
Preço aproximado: 27,00

Esqueça aqueles best-sellers de auto-ajuda, dietas milagrosas, grupos de apoio e palestras motivacionais. Os hobbits nunca precisaram disso, e ao que parece eles têm uma ótima vida. O que você realmente precisa para uma vida boa, para Noble Smith, é seguir o exemplo dos Hobbits. Esta visão é exposta no seu livro A Sabedoria do Condado, no qual, relatando seus aprendizados pessoais com a obra de Tolkien e relacionando-os com a sua vida, abre um diálogo com os leitores sobre diversos assuntos.

Sabe-se que o próprio Tolkien sentia-se como um hobbit. Em suas próprias palavras: "eu mesmo sou um hobbit (em tudo, exceto no tamanho), Em sua obra, as experiências em guerra, o amor pelas línguas antigas, pelo fumo, pelos jardins e pela vida simples criou um universo do qual podemos tirar muitas lições à nossa vida.  Por isso, em A Sabedoria do Condado,temas filosóficos, morais e conselhos práticos para a vida tomam por base a Terra-Média. Como lidar com pessoas que são como o Gollum? Por que os hobbits adoram fazer caminhadas? Que lição o fardo de Frodo de carregar o Um Anel pode trazer para nossas vidas? Por que não experimentar ser um pouco mais como os alegres hobbits no nosso dia a dia? O que faz uma toca hobbit ser tão aconchegante? Como podem criaturas tão pequenas e ligadas ao lar como os hobbits exibirem tamanha coragem em momentos críticos? Mais vale guardar dinheiro como anões - ou dragões - ou ter uma dispensa cheia como têm os hobbits?

O livro traz insights originais e profundos sobre o mundo fantástico criado por Tolkien e certamente pode nos ajudar a repensar estilos de vida, relações interpessoais, hábitos e ideias. É o trabalho em que vemos explicitamente o papel da literatura em nos trazer a sabedoria, e o mostra sem grandes idealismos bobos ou palavras vazias de apoio tão comuns em livros de auto-ajuda. Em verdade, o autor explica fatos da vida cotidiana através da obra de Tolkien e vice-versa, tudo isso usando o bom e velho senso comum, a sabedoria de vida aliados conhecimentos teóricos da mitologia e da literatura e dados biográficos sobre Tolkien e sobre o próprio autor Noble Smith. É uma leitura simples, enriquecedora, prazerosa e, tratando-se da fantasia, é sobretudo prático, ao exemplo dos contos de fadas e histórias populares.

Cada assunto toma um capítulo específico (história e tradição; o amor; a música; a coragem) e discorre sobre ele sem grandes excentricidades linguísticas ou referências soltas, podendo ser lido por qualquer um, mesmo quem não está familiarizado com o universo tolkieniano - embora seja preferível conhecê-lo a fundo para aproveitar A Sabedoria do Condado em sua totalidade (e cuidado apenas com as revelações sobre o enredo, se você ainda não leu os livros e prefere nada saber sobre eles antes de ter essa experiência).... Ao final de cada capítulo, um aforismo resume a lição que um humano como nós pode tirar do Condado e a Terra-Média.

Além disso, o livro também contém: uma receita de sopa de cerveja e cogumelos, que alimenta até quatro homens - ou dois hobbits famintos; um Teste Hobbit, para verificar se você tem a alma de um pequenino do Condado; instruções para criar o seu próprio jardim hobbit, etc.

Enfim, este é o guia perfeito para quem quer ser um hobbit, mesmo não morando no Condado. Este local, aliás, vive mais na universalidade que em um local imaginário contido na obra de Tolkien. Se você deixar sua casa como uma Toca-Hobbit, fizer caminhadas cantando alegremente, festejar com os amigos, deixar libertar sua coragem de hobbit e atender ao seu chamado de aventura, entre outras coisas, você viverá no seu próprio Condado, com amigos que são como o Sam e alguns outros que são como o Gollum - mas que podemos conviver bem se soubermos lidar com eles.

Autor: André Rodrigues | Objetivo: www.ligadosfm.com | Criação: 03/02/2013
Postar um comentário